Inferno Astral do Presidente da CBTKD pode estar “apenas” começando.

 

 

E o primeiro a cair fora foi Anderson Silva que, através de seu empresário, abandonou a ideia de participar das Olimpíadas em 2016 pelo Taekwondo Brasileiro.

E se efetivamente “Caiu a ficha dele (Anderson Silva). Ele tem 40 anos e vai focar em um esporte (MMA)”, conforme Nota Oficial da entidade que controla o Taekwondo “Olímpico” Brasileiro ou se percebeu a possibilidade de uma reviravolta no seu caso de doping conforme notícia “Bomba: Laboratório pode ter errado exame de Anderson Silva” de 19/06/2015, virando forte motivador para o Spider voltar-se a dedicar exclusivamente ao MMA/UFC, o fato é que Anderson Silva deixa a atual gestão da entidade muito mais “na mão” , do que a própria modalidade.

E não se descarta o fato de Anderson ter percebido os imbróglios no qual se encontram envolvidos esta gestão, seja na Justiça carioca, Polícia Federal ou Justiça Federal e “Caiu a ficha”.

As suspeitas de envolvimento de doping já seriam mais do que suficiente para atrapalhar a imagem do atleta. Mais problemas seria burrice.

Ainda assim, o atleta, ao argumentar que “Caiu a ficha” pra quem entende e acompanha as lutas em eventos mundiais com alto nível de especialização no qual se encontra, dará razão para Anderson. “Caiu a ficha”! Aos 40 anos não dá mesmo!

Equivocado e vingativo pode ser o comportamento do cartola que controla o taekwondo “oficial” tupiniquim que em Nota Oficial, diz que “vai procurar outro embaixador para a modalidade”.

Reação deste nível, como se estampa em "Após desistência de Anderson Silva, taekwondo procura novo embaixador para a modalidade", mostra o estilo de gestão no qual a modalidade foi entregue. Além do mais:

O que será que Anderson perde se perder este posto? Nada!!!

De qualquer forma o Tkdlivre, já tinha alertado em 22/05/2015 - ‘Novela Anderson Silva é “fumaça” no Taekwondo Brasileiro’, que tudo isto não passou de “fumaça”.

E diante dos inquéritos na PF e imbróglios Judiciais em curso, agravado com a decisão unânime da 3ª Câmara Civeldo TJ/RJ ratificando a ação fraudulenta no Estatuto da Entidade com a finalidade de reafirmar um poder unânime e incontestável no curso desta gestão, ficar longe do grupo político que controla o Taekwondo “Olímpico” Brasileiro pode ser uma atitude um tanto inteligente.

Anderson pode ser qualquer coisa, menos Burro.



 - O Autor, José Afonsoé faixa preta, professor, praticante e ativista no taekwondo brasileiro.

 

Artigo Publicado em 23/06/2015, as 15:45hs

 

Nota da Redação:
¹ O Tkdlivre, não necessariamente concorda com o conteúdo dos artigos publicados e assinados neste Site. O artigo em questão reflete exclusivamente a opinião do autor, e assim, da sua inteira responsabilidade.
²  De qualquer forma, aos questionamentos que este artigo sugere o Tkdlivre, se coloca de antemão, a disposição para, a quem interessar possa, exercer o Direito de Resposta ou fazer o Contraditório.

 

___________________ &&& ____________________